Naspers sob as luzes

Qual a fórmula que tem feito o fundo sul-africano ganhar bilhões nos negócios em que investiu milhões.

A história do maior retorno de capital de 2018 – até o momento – começou com um investimento feito em 2001. Foi naquele ano que o fundo sul-africano de investimentos Naspers injetou US$ 32 milhões na operação da então startup chinesa Tencent, comandada por Ma Huateng. Em troca, recebeu 46,5% das ações do negócio. Dezessete anos depois e ainda com 33% de participação na empresa, a Naspers faturou US$ 9,8 bilhões ao liquidar, em março deste ano, uma fatia de 2% dos ativos da Tencent, na época avaliada em US$ 493 bilhões. Ainda que se tratasse de uma parcela pequena, a venda de ativos da Tencent, dona do WeChat, o WhatsApp chinês, surpreendeu o mercado, tanto que as ações da desenvolvedora chinesa despencaram 7,8% no mesmo dia.

Leia o artigo completo aqui.