Brasileiro é o que menos mente na hora de preparar o currículo

O mercado de trabalho no Brasil ainda sofre as consequências das crises econômica, política e social em muitos aspectos, principalmente, quando se trata de empregabilidade. A plataforma de treinamento Udemy conduziu o estudo “Lacuna de Habilidades” para identificar as preocupações dos profissionais brasileiros em relação a outros países.

Os problemas econômicos expuseram nos últimos anos uma forte competitividade no mercado de trabalho e se destacar entre os muitos candidatos para uma única vaga se tornou fundamental. Segundo a pesquisa, os brasileiros e os franceses são os menos prováveis a mentir no currículo, no LinkedIn ou nas entrevistas; apenas 10% dos entrevistados afirmaram que recorreriam a mentiras. Espanhóis e mexicanos são os mais propensos a mentir para avançar na carreira, com 24% e 21% de entrevistados que mentiriam, respectivamente.

Leia o artigo completo aqui.